Em entrevista para a revista Quem, Carla Diaz disse que está se adaptando à rotina de treinos para interpretar Suzane von Richthofen no filme ‘A Menina que Matou os Pais’.

“Para interpretar Suzane, eu tive uma preparação física diferente do que já vinha fazendo. Como farei a personagem desde seus 15 anos, parei com a musculação. A direção me pediu para deixar o corpo menos definido, já que eu vinha de uma preparação intensa do Carnaval. Então foquei em exercícios mais aeróbicos e emagreci cinco quilos.”, disse a atriz.

Descrito como um drama psicológico, o longa conta a história real por trás do caso de Suzane Von Richthofen, responsável pelo assassinato dos próprios pais, ao lado de Daniel e Christian Cravinhos.

O crime ocorreu em 2002 e chocou o Brasil e o mundo na época. Atualmente, Suzane permanece cumprindo pena no presídio feminino de Tremembé.

“O filme que iremos contar é um thriller psicológico, de suspense, onde discutiremos os motivos que levaram ao fato em detalhes e discussões nunca antes debatidos sobre o caso. Sem dúvida alguma essa é uma história muito forte e original e por ser real torna tudo mais absurdo e instigante. O filme trás um tema que muita gente conhece e tem ideias pré-concebidas, mas as pessoas não sabem o mais importante que é o motivo que levou a filha e seu namorado a matarem seus pais. Por isso, esse projeto parte de um grande desafio que é entender um pouco a mente de cada um dos dois assassinos”, explicou o diretor Mauricio Eça.

O roteiro é assinado por Ilana Casoy, criminóloga, escritora e maior especialista em serial killers do Brasil, juntamente com Raphael Montes, escritor brasileiro de literatura policial sucesso de público e de crítica, traduzido em mais de 20 países.